Agendamento de consulta | Fale conosco | Localização
Recomendações

Fatores de riscos para o coração

Colesterol

O LDL Colesterol ou Colesterol Ruim é o colesterol que se deposita em nossas artérias. Com o passar dos anos este entupimento vai se tornando mais grave e a parede das artérias ficam mais frágeis, sendo que sua oclusão pode ocasionar infarto, derrame ou insuficiência de circulação nas pernas.

Este colesterol pode ser tratado com dieta, exercícios e medicamentos.

O HDL Colesterol ou Colesterol Bom é aquele que protege o coração, pois, retira o Colesterol Ruim da circulação e protege o entupimento das artérias. Seu nível pode ser aumentado com exercícios físicos, alimentação, perda de peso e com medicamentos.

Diabetes

Quem tem diabetes é considerado um paciente de alto risco para desenvolver doenças cardíacas. Ele facilita o processo de aterosclerose e aumenta muito o risco de infarto. Quem tem histórico familiar, excesso de peso ou se alimenta mal, tem grandes riscos. Pode ser facilmente diagnosticado com exame de sangue e existem diversos medicamentos para seu tratamento.

Hipertensão Arterial ou Pressão Alta

É uma doença que afeta uma em cada cinco pessoas. Pode aparecer em qualquer idade e geralmente os sintomas são pouco aparentes. O único modo de saber é medindo a pressão frequentemente. Isto deve ser feito desde jovem. A Hipertensão se não tratada pode levar ao infarto, derrame, insuficiência cardíaca e renal. Tudo isso pode ser prevenido mudando hábitos de vida ou tomando remédios. Para prevenir evite sal em excesso, reduza seu peso e meça sua pressão frequentemente.

Tabagismo

Além do risco do infarto, aumenta o risco de derrame, câncer e insuficiência de pulmão. O benefício de parar de fumar ocorre a qualquer tempo ou idade. Quanto antes parar, menor o risco. Hoje existem novas terapias, só depende da vontade de cada um para dar o primeiro passo. Não espere algo grave acontecer com sua saúde, tome você a iniciativa de parar de fumar.

Obesidade

As mudanças trazidas pelo progresso, como a diminuição da atividade física e mudanças alimentares fez aumentar o número de obesos. A obesidade abdominal com circunferência da cintura maior que 102 cm em homens e maior que 88 cm em mulheres, é um importe fator de risco para doenças cardiovasculares. Além disso, a obesidade aumenta a incidência de diabetes, pressão alta, colesterol e triglicerídeos elevados.

Stress

Cada vez mais o stress é comum no mundo moderno. Aumenta o risco de hipertensão, infarto, arritmia e interferências no nosso metabolismo. Depende muito mais de nossa atitude ao encarar os problemas. Aprenda a relaxar.

Sedentarismo

A falta de exercícios físicos além de aumentar o stress contribui para o aumento de peso, para hipertensão, diabetes e colesterol. Fazer exercícios depende só de sua vontade. Dedique um tempo à sua saúde.

« Voltar

Cardio Life · Clínica Cardiológica · 47 3363.4401